blog:
Outubro Rosa e o alerta ao câncer de mama
img - Outubro Rosa e o alerta ao câncer de mama


O mês de outubro tornou-se uma referência para nos lembrar da importância da mamografia no rastreamento do câncer de mama. Vale lembrar que são 50.000 novos casos por ano e quase 10.000 mortes anuais no Brasil. São muitas mulheres jovens, algumas ainda em idade reprodutiva, com muita disposição e muito ainda a desfrutar com sua família e a oferecer à sociedade. Também não podemos esquecer da importância da mama para a imagem corporal da mulher e sua íntima relação com a feminilidade e auto estima.

O câncer de mama não tem uma única causa. Como outras doenças, são vários os fatores de risco envolvidos. Os mais conhecidos são: idade (principalmente a partir de 40 anos) , nuliparidade ( mulheres que não engravidaram) ou que engravidaram  um pouco mais tarde. Não podemos esquecer daquelas que não amamentaram ou amamentaram muito pouco. Também são fatores de risco conhecidos a obesidade e o sedentarismo. E naturalmente os antecedentes familiares, principalmente os parentes de 1º grau acometidos pela doença.

Quanto mais precoce o diagnóstico, maior a chance de cura. O  auto exame de mama tem sua aplicação, mas não é o melhor método de detecção precoce do câncer de mama. O melhor método continua a ser a mamografia. É um exame simples e rápido. Se possível deve ser feito após a menstruação.

Em relação ao tratamento, vale a máxima de que “cada caso é um caso“.  Assim, ele deve ser inpidualizado. As opções incluem a cirurgia, passando pela químio, rádio, hormônio e imunoterapia. Quanto mais precoce o diagnóstico, mais “minimamente invasivo” será o tratamento. A tendência atual das cirurgias é serem menos mutiladoras. Muitas vezes já pode ser realizada a reconstrução mamária no mesmo tempo cirúrgico.

Em relação à mastectomia preventiva, suas indicações são mais específicas e restritas. Geralmente são mulheres com mais de um parente que apresentam a doença e que podem ter mutação genética que aumenta o risco de desenvolvimento do câncer.

Por fim, apenas uma curiosidade : homens também podem ter câncer de mama! É um evento raro e naturalmente os homens não se submetem à mamografia. De maneira geral devem ficar atentos a nódulos que surgem atrás do mamilo.

Compartilhe





Coloque seu e-mail para receber nossa newsletter

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS